Notícias
Sala de estar iluminada por luz branca amarelada | Você sabe o que é luminotécnica? Confira o post e descubra

Luminotécnica: a arte de iluminar ambientes

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um elemento de iluminação pode servir para decorar um ambiente, para aumentar o conforto ou até mesmo a sensação de segurança. Há milhares de anos, o ser humano utiliza a iluminação artificial a seu favor e a criação de métodos e técnicas para usá-la da melhor forma possível tem um nome. Nesse artigo, vamos entender o que é luminotécnica.

Luminotécnica é o estudo da aplicação da luz artificial, tanto em espaços internos quanto internos. Quando um arquiteto ou um lighting designer elabora um projeto de iluminação, eles levam vários fatores em consideração. Nessa conta entram características do local, das pessoas e, também, dos tipos de lâmpadas que serão utilizadas.

Características das lâmpadas

Pense na infinidade de lâmpadas que existe no mercado. Cada uma tem uma porção de características distintas: potência, feixe luminoso, temperatura de cor e índice de reprodução de cor são algumas delas. Essa distinção não é à toa. Cada um desses pontos serve para um objetivo específico, e saber usar essas características para suas devidas finalidades é função de um projeto luminotécnico.

O que é luminotécnica: áreas internas

A luz não é vista, ela serve para que possamos enxergar os objetos. Um bom projeto de iluminação, portanto, precisa atender a esse objetivo, mas levando em consideração a necessidade dos usuários. Quem entra em contato com a iluminação de uma loja, por exemplo, tem uma percepção diferente de quem entra em uma sala de jantar.

Ambos os exemplos são de áreas internas, mas as características da iluminação desses locais são obviamente diferentes, já que os objetivos também são. Essa diferença também existe dentro de uma mesma casa. O projeto de iluminação de uma sala, que preza pelo conforto e relaxamento, é diferente de uma cozinha, que precisa permitir que tudo esteja muito bem visível.

No exemplo da sala de estar, onde as pessoas provavelmente passarão momentos de relaxamento, lâmpadas com a tonalidade branco-amarelada são indicadas. Esses modelos têm temperatura da cor entre 2.800 e 3.500 kelvin. Já na cozinha, o ideal é que a temperatura de cor passe uma sensação mais vibrante, de estímulo. Nesse caso, são recomendadas lâmpadas entre 4 mil e 5 mil kelvin.

O que é luminotécnica: áreas externas

A iluminação para o lado de fora da porta de entrada é deixada de lado em muitos casos. Ela, no entanto, também é muito importante e tem várias particularidades. Um projeto luminotécnico eficiente precisa prever soluções para tudo: piscina, jardim, escadas, garagem etc. E cada uma dessas partes necessita de um tratamento específico.

Em uma escada, por exemplo, é fundamental que os degraus estejam iluminados. Essa luz, no entanto, não pode ser prejudicial para a visão de quem sobe ou desce as escadas. Já no caso de plantas e demais objetos de um jardim, normalmente é usada a luz direta. Isso os ressalta quando está escuro.

Acompanhe a PD LED

Os conhecimentos sobre luminotécnicas são diversos. Esse texto foi apenas uma introdução ao assunto. Mas vale a penas acompanhar o Blog da PD LED. Além desse, diversos outros assuntos sobre o mundo da iluminação estão por lá.

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente